Dependendo da gravidade dos seus sintomas de TDAH, você pode usar nootrópicos como alternativa aos estimulantes prescritos como Concerta, Ritalina, Venvanse e suas variações.

Eu experimentei por um ano o uso de nootrópicos no lugar dos 20 mg de Ritalina que eu vinha usando 3 vezes ao dia por vários anos. E na maior parte, eu fui bem sucedido em domar meus sintomas de adultos com TDAH.

Stack Adulto de Nootrópicos

O stack para TDAH que eu uso inclui:

  • Bacopa Monnieri – 150mg por dia
  • CDP Colina – 250mg por dia
  • Fosfatodilserina – 100mg por dia
  • Cogumelo Juba de Leão – 500mg por dia
  • Extrato de Casca de Pinho – 75mg por dia
  • L-Tirosina – 175mg por dia
  • L-Teanina – 100mg por dia
  • Rhodiola Rosea – 50mg por dia
  • N-Acetil-L-Tirosina (NALT) – 800 mg 3 vezes por dia
  • Acetil L-Carnitina (ALCAR) – 750mg duas vezes por dia + 800mg caso haja uso de estimulantes
  • Ácido R-Alfa Lipóico – 150mg duas vezes por dia
  • Coenzima Q10 – 100mg duas vezes por dia
  • Pirroloquinolina Quinona (PQQ) – 10mg duas vezes por dia
  • Piperina (Extrato de Pimenta Preta) – 2.5mg duas vezes por dia
  • Sulbutiamina – 400 mg duas vezes por dia
  • Aniracetam – 800 mg duas vezes por dia
  • Vinpocetina – 10 mg 3 vezes por dia
  • DHA (Ômega-3) – 1.000 mg por dia
  • Óleo de coco – Uma colher de sopa 3 vezes por dia

Esse stack é acompanhado de uma boa dieta ou suplemento multi-vitamínico que tenha (tomar duas doses de cada por dia):

  • Vitamina A – 1000 IU / 25 mcg
  • Vitamina C – 60 mg
  • Vitamina D3 – 1000 IU / 25 mcg
  • Vitamina E – 30 IU / 27 mg
  • Vitamina K1 + K2 – 100 mcg
  • Vitamina B1 – 8 mg
  • Vitamina B2 – 4 mg
  • Vitamina B3– 20 mg
  • Vitamina B5 – 20 mg
  • Vitamina B6– 4 mg
  • Vitamina B7 – 300 mcg
  • Vitamina B9– 400 mcg
  • Vitamina B12 – 50 mcg
  • Cálcio – 18 mg
  • Iodo – 150 mcg
  • Magnésio – 17mg
  • Zinco – 22.5 mg
  • Selênio – 125 mcg
  • Cobre – 1.5 mg
  • Manganês – 2 mg
  • Crômio – 120 mcg
  • Molibdênio– 75 mcg
  • Estrôncio – 150 mcg
  • Inositol – 25 mg
  • Vanádio – 10 mcg
  • Boro – 4 mg

*As quantidades necessárias para você podem variar de acordo com suas necessidades fisiológicas, dieta, suplementos disponíveis, etc. Essa lista se baseia numa quantidade média dos principais multi-vitamínicos disponíveis no mercado.

Os 9 primeiros nootrópicos junto com NALT e ALCAR mantiveram meus níveis de dopaminanorepinefrina e acetilcolina altos o suficiente para manter o foco, a motivação e melhorar minha memória. A vinpocetina manteve o fluxo sanguíneo cerebral em níveis ótimos. E Aniracetam e Sulbutiamina melhoraram meu humor.

Mas depois de um ano, decidi voltar a usar 20 mg de Ritalina duas vezes por dia. Porque minha carga de trabalho me fez escrever 10 horas por dia. E manter relações de trabalho com 2 ou 3 clientes de uma só vez.

Ao adicionar Ritalina de volta ao meu stack, consegui reduzir o tempo necessário para concluir um projeto de 72 horas a 36 horas. Prova para mim que meu cérebro não poderia fazer isso apenas com nootrópicos.

A beleza de continuar a usar o NALT e o ALCAR, mesmo depois de ter começado a usar o Ritalina, foi que evitei o “crash” que é tão comum no final da tarde quando uso estimulantes. E eu era capaz de reduzir o uso original de 20 mg de Ritalina 3 vezes por dia até apenas duas vezes por dia.

E eu não sinto ter criado tolerância à Ritalina que é tão comum quando se usa estimulantes para tratar TDAH.

Sua situação pode ser diferente, ou os sintomas de TDAH não são tão graves. Só você pode decidir se os nootrópicos podem substituir os medicamentos para o TDAH. E vem por tentativa e erro com stacks diferentes E sabendo o máximo que puder sobre o que está acontecendo em seu cérebro que precisa ser consertado.

smart-drugs-vs-nootropics-for-adhd

Drogas Inteligentes vs. Nootrópicos para TDAH

À você que está lidando com TDAH, espero que este post ajude. Especialmente se você estiver usando estimulantes como Ritalina, Concerta, Adderall ou Venvanse. Ou tenta lidar com o TDAH naturalmente, evitando os estimulantes prescritos.

Esta informação também pode ajudar se você for um estudante ou executivo que usa drogas inteligentes para aumentar a produtividade.

Aqui vamos nos aprofundar nas causas do TDAH em seu cérebro e sintomas associados. E o que você pode fazer usando nootrópicos e/ou estimulantes para corrigir os sintomas do TDAH.

Também incluirei formas de potencializar a eficácia dos estimulantes de prescrição com nootrópicos, para que funcionem melhor.

Se você nunca foi ‘oficialmente’ diagnosticado com TDAH, mas algo disso ressoa com você, este artigo pode indicar algumas respostas.

Eu tive TDA toda a minha vida. (TDA é TDAH sem a hiperatividade). Mas não foi até cerca de 12 anos atrás, que um psiquiatra muito sábio identificou o que estava acontecendo. E por que eu lidava mal com foco e outros problemas com comportamento. Que nenhuma quantidade de livros de auto-ajuda sobre foco e gerenciamento poderia corrigir.

Ritalina acendeu as luzes para mim. E mudou completamente a minha vida para melhor. Essa foi a semente que gerou meu interesse por neurociência e nootrópicos. E, finalmente, lançando o NootropicsExpert.com. (Fonte de diversos artigos traduzidos aqui no OBiohacker.com.br)

O que é TDAH e TDA?

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) ou o Transtorno do Déficit de Atenção (TDA) estão associados à atenção e à função executiva em seu cérebro.

Nootropics for ADHD Innattentive

Seu córtex pré-frontal direciona o comportamento, o pensamento e o sentimento, todos associados à memória operacional. Essas habilidades cognitivas fundamentais que a maioria toma por certas são as que compõem a função executiva.

Esta função executiva e memória de trabalho permitem:

  1. Regular sua atenção
  2. Inibir comportamentos e pensamentos inadequados
  3. Monitorar suas ações
  4. Planejar e organizar seu futuro

Se você não pode se concentrar na tarefa em questão, deixar escapar as coisas em momentos inapropriados, tem pouco controle sobre suas emoções ou ações e não consegue se ater a esse conjunto cuidadoso de metas que você anotou, você pode ser portador de TDAH.

O Papel da Norepinefrina e da Dopamina no TDAH

A noradrenalina e a dopamina são os principais neurotransmissores envolvidos no TDAH porque desempenham um papel essencial na atenção e no pensamento. [I]

O tipo “desatento” de TDAH está relacionado a problemas com a norepinefrina, e o tipo “hiperativo e impulsivo” de TDAH está ligado à disfunção da dopamina.

Esses dois neurotransmissores trabalham em conjunto para manter o estado de alerta, aumentar o foco, sustentar o pensamento, o esforço e a motivação. A única diferença entre os dois é a presença de um grupo hidroxila. E a dopamina é o precursor da síntese de norepinefrina no cérebro. [II]

Muito do que lemos sobre o TDAH concentra-se na função da dopamina no cérebro. Mas a noradrenalina (NE) desempenha um papel crítico na ativação de sua reação aos eventos. E como você responde ao evento. [III] NE é essencial para coletar informações que chegam através dos seus sentidos. E então modular a resposta do seu cérebro.

Qualquer interrupção neste sistema nervoso central pode resultar em TDAHTranstorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT)distúrbios do sono e muito mais. [IV]

Por exemplo, NE trabalhando com adrenoreceptores pós-sinápticos de α2 (α2-AR) em seu cérebro desempenham um papel essencial em ajudar você a se concentrar e eliminar as distrações quando você está prestando atenção a algo. [V]

Este é apenas um exemplo do que está errado no cérebro com TDAH. Meu ponto em trazer tudo isso é não sobrecarregar você com neurociência. Mas para deixar claro que simplesmente sugerir muito ou pouco de um único neurotransmissor como a dopamina não pode explicar a complexidade do TDAH.

Portanto, usar um nootrópico como o Mucuna Pruriens (L-Dopa) para aumentar a dopamina no cérebro muitas vezes não é suficiente para cuidar dos sintomas do TDAH. Ou usar Venvanse com alguém que tem um problema com a ligação do receptor alfa2 com norepinefrina pode não ter muito benefício.

Esta é a razão pela qual a experimentação com vários estimulantes e/ou nootrópicos é muitas vezes a única maneira de encontrar uma solução a longo prazo para manter o TDAH sob controle. E por que alguns respondem melhor a uma droga como Ritalina e não tão bem ao Venvanse. Ou vice-versa. [VI]

E pesquisas recentes mostram que a serotonina e a acetilcolina também estão envolvidas. Principalmente a parte de hiperatividade do TDAH que inclui movimento, desatenção e impulsividade. [VII]

Drogas Inteligentes Usadas para Tratar o TDAH

Se você é verdadeira e clinicamente TDAH ou TDA, é improvável que otimizar sua dieta, dormir bastante, usar nootrópicos e se exercitar regularmente irá controlar os sintomas do TDAH.

As formas mais graves de TDAH geralmente se beneficiam do uso de medicação por prescrição. Também conhecidos como “drogas inteligentes” em alguns círculos, esses remédios são tipicamente anfetaminas ou metilfenidato.

Noopept ADHD

A classe das anfetaminas dos medicamentos para TDAH inclui Adderall (75% de sais de dextroanfetamina e 25% de sais de levoanfetamina), Dextroanfetamina e Venvanse (Lisdexanfetamina).

A classe metilfenidato da medicação para TDAH inclui metilfenidato (Ritalina) e suas variantes como Concerta e Focalin.

Adderall e Ritalina ambos trabalham com dopamina e norepinefrina em seu cérebro. Mas através de diferentes mecanismos de ação.

A Ritalina é um inibidor puro da recaptação de dopamina e norepinefrina, sem qualquer outra atividade pré-sináptica. [VIII] Adderall, por outro lado, tem atividade pré-sináptica adicional, liberando dopamina e norepinefrina dos neurônios pré-sinápticos.

A idéia para os últimos 50 anos tem sido, se pudéssemos aumentar a dopamina e norepinefrina no cérebro, os sintomas do TDAH iriam embora. Enquanto estivermos tomando a medicação.

Porque a Prescrição de Medicamentos para TDAH Frequentemente Não Funciona

Nootropics for Kids

Em um mundo ideal, tomar uma pílula 2 ou 3 vezes ao dia para tratar o TDAH colocaria sua vida de volta aos trilhos. Lhe faria funcionar como uma pessoa “normal”.

Mas os resultados do mundo real geralmente não funcionam tão bem quanto a teoria. Por várias razões. Por exemplo, e se não houver dopamina ou norepinefrina suficientes em seu cérebro? Então, os estimulantes não funcionarão tão bem quanto o planejado, porque não possuem os neurotransmissores para trabalhar.

Você também pode ter problemas com neurorreceptores insuficientes ou danificados. Processos naturais de envelhecimento podem retardar o fluxo sanguíneo ou inibir a produção de neurotransmissores. A falta de acetilcolina pode impedir seus neurotransmissores de fazer o que eles foram projetados para fazer.

É aqui que os nootrópicos podem ajudar a salvar o dia no tratamento dos sintomas do TDAH.

Otimizando Dopamina e Norepinefrina

Nootropics for ADHD reddit

Um dos principais culpados que contribuem para os sintomas de TDAH é a falta de dopamina (DA) e norepinefrina (NE) no cérebro. Ou o seu cérebro não está usando o DA e NE disponíveis efetivamente. 

Estimulantes como Venvanse e Ritalina trabalham para aumentar os níveis desses dois neurotransmissores críticos.

A produção de dopamina e norepinefrina em seu corpo segue esse caminho metabólico:

Fenilalanina → Tirosina → L-DOPA → Dopamina → Norepinefrina

A dopamina é convertida em norepinefrina pela enzima dopamina β-monooxigenase, com O2 e ácido ascórbico (vitamina C) como cofatores.

A noradrenalina pode ser ainda convertida em epinefrina pela enzima feniletanolamina N-metiltransferase com SAM-e como cofator.

Nootrópicos para aumentar a dopamina e norepinefrina incluem:

  • N-Acetil-L-Tirosina (NALT)– L-tirosina é o precursor da produção de dopamina no cérebro. NALT melhora a memória de trabalho, função executiva, estados de fluxo criativos, reduz o estresse, melhora o humor e é anti-ansiedade.

A dosagem sugerida de NALT para o TDAH é de 350 a 500 mg duas vezes ao dia. Eu stackei com sucesso 800 mg de NALT 3 vezes por dia. Sempre junto com a Ritalina, e uma última dose no meio da tarde para evitar um crash no final do dia.

  • Mucuna Pruriens (L-Dopa)– Mucuna funciona como um antioxidante e quelante de metais pesados, melhora a memória e cognição, reduz a depressão e aumenta a libido.

L-Dopa é também o precursor da dopamina. A dosagem sugerida de Mucuna Pruriens é de 250 – 500 mg por dia.

O NAC pode ser usado para tratar os sintomas do TDAH. E ainda ajuda a eliminar alguns dos efeitos colaterais negativos associados aos estimulantes de TDAH. A dosagem sugerida de NAC é de até 600 mg 3 vezes por dia.

  • NADH– NADH ajuda a aumentar o estado de alerta, clareza, foco, memória e melhora o humor.

O NADH também ajuda a estimular a produção de dopamina, norepinefrina e serotonina no cérebro. A dosagem sugerida de NADH é de 10 mg por dia.

  • Fosfatidilserina (PS)– PS pode ajudar a melhorar o estado de alerta, atenção, cognição, memória, recordação e humor, e diminuir a ansiedade. Todos os problemas associados ao TDAH.

Fosfatidilserina é um componente fosfolipídico da membrana que envolve cada uma das células do cérebro. PS ajuda a manter a fluidez e permeabilidade das células cerebrais. Melhorando o fluxo de dopamina e acetilcolina. A dosagem sugerida de PS é de 100 mg 3 vezes por dia.

  • Extrato de casca de pinheiro – Extrato de casca de pinheiro ajuda a prevenir a diminuição da dopamina e norepinefrina, e a proporção de glutationa (GSH) e GSH-dissulfeto redutase (GSSG-R). Problemas neurotransmissores que contribuem para a hiperatividade no TDAH.

Extrato de casca de pinheiro ajuda a impulsionar o fluxo sanguíneo no cérebro, aumentando o óxido nítrico, que ajuda a dilatar os vasos sanguíneos. E ajuda com o estresse oxidativo, danos na membrana, danos no DNA, inflamação e glicação.

  • Fluoromodafinil, Adrafinil e similares – Essas substâncias são derivadas do Modafinil (Stavigile), fármaco originalmente receitado para narcolepsia. Esses medicamentos tem se mostrado alternativa mais leve ao Metilfenidato e as anfetaminas para o tratamento do TDAH, mas por serem estimulantes estão no campo das drogas inteligentes, então requerem maior cuidado e preferencialmente o acompanhamento de um médico.Você pode encontrar mais informações sobre dosagem e suas diferenças em nosso comparativo. Temos também um artigo dedicado apenas ao Fluoromodafinil com relato de minha experiência de uso.

Uma palavra de cautela aqui no reforço das catecolaminas dopamina e norepinefrina. Muito de um ou outro não é uma coisa boa. De fato, níveis excessivos de qualquer um deles irão desequilibrar seus níveis de neurotransmissores. E pode causar ansiedade, insônia e ataques de pânico.

Domando a Hiperatividade

O “H” no TDAH significa hiperatividade. Aumentar os níveis de dopamina e norepinefrina pode ajudar a equilibrar a hiperatividade. E ajude a acalmar e focar sua mente. Mas muitas vezes simplesmente aumentar ou equilibrar esses neurotransmissores não é suficiente.

Estudos recentes mostram que a interação entre serotonina e dopamina também desempenham um papel no TDAH. [IX] A serotonina está envolvida na absorção, síntese e degradação da dopamina no cérebro. Problemas com a serotonina parecem contribuir para o controle do comportamento e dos impulsos.

Muito mais pesquisas precisam ser feitas nessa área do TDAH. Mas nós podemos ajudar a controlar e equilibrar a serotonina com nootrópicos.

  • 5-HTP– Este aminoácido é sintetizado a partir do aminoácido triptofano. E o 5-HTP é o precursor imediato da serotonina no cérebro.

O 5-HTP pode ajudar a aliviar a ansiedade e a depressão, a fibromialgia, a insônia, a enxaqueca e, provavelmente, a hiperatividade, a depressão e a ansiedade associadas ao TDAH. A dosagem sugerida de 5-HTP é de 50 mg até 3 vezes por dia. Por favor, veja nossas notas de dosagem e avisos, no entanto, na suplementação com 5-HTP. Saiba mais aqui.

  • Ginseng– Ginseng ajuda a acalmar a ansiedade e aumentar a atenção, concentração e memória. O Ginseng fornece efeitos neuro-protetores no caminho dopaminérgico que podem ajudar com o TDAH. E o ginseng é um inibidor da recaptação de serotonina e norepinefrina.

A dosagem sugerida de Ginseng é de 100 a 400 mg por dia.

  • L-Teanina– L-Teanina é comumente encontrada no chá verde e ajuda a impulsionar ondas cerebrais alfa e theta, é anti-ansiedade, aumenta a cognição e memória e reduz a insônia.

L-Theanine também ajuda a aumentar os níveis de GABA, serotonina e dopamina no cérebro. A dosagem sugerida de L-Teanina é 250 – 500 mg por dia.

  • Rhodiola Rosea– Rhodiola ajuda a melhorar o estado de alerta, energia, memória e humor, é anti-ansiedade e anti-depressivo, reduz a fadiga e aumenta a cognição e concentração.

Rhodiola influencia os níveis de serotonina e norepinefrina em seu cérebro. A dosagem sugerida do extrato de rhodiola é de 150 a 200 mg por dia.

  • O SAM-e– SAM-e auxilia no processo de divisão e reparo celular. E a geração de dopamina, serotonina, noradrenalina e melatonina.

A dosagem sugerida de SAM-e é de 300 mg por dia.

  • Vitamina B6 (Piridoxina)– A vitamina B6 ajuda o cérebro a produzir serotonina, norepinefrina e melatonina. A dosagem sugerida de B6 é de até 100 mg por dia.
  • Vitamina B8 (Inositol)– Inositol como um nootrópico pode aumentar os níveis de serotonina, o que resulta em sentimentos de calma, energia mental elevada e fluxo de pensamento fácil.

A dose sugerida de Inositol é de 500 – 3.000 mg por dia.

  • Vitamina B9 (Folato)O folato (não ácido fólico) como um nootrópico ajuda o cérebro a produzir dopamina, epinefrina, norepinefrina e serotonina. A dosagem sugerida de folato é de 400 mcg por dia.

Vitaminas B são fundamentais no controle do TDAH

Tome nota que várias Vitaminas B estão envolvidas na produção dos neurotransmissores envolvidos no TDAH. Recomendo adicionar um bom Complexo de Vitamina B bem acima dos níveis usuais de RDA que incluem folato (não ácido fólico) e metilcobalamina (não cobalamina) em seu Stack. Ambos em uma stack nootrópico puro, assim como um stack com qualquer um dos estimulantes de prescrição para TDHA.

Mas não são apenas as vitaminas B necessárias para um cérebro saudável e em pleno funcionamento. Também precisamos de cada uma das 13 vitaminas e 13 minerais necessários para tudo, desde fluxo sanguíneo, síntese e liberação de neurotransmissores, sinalização cerebral e neuroproteção.

A maneira mais fácil de garantir que o um cérebro com TDAH obtenha todas as vitaminas e minerais de que necessita todos os dias é também usar um suplemento multivitamínico/mineral. A diferença é certamente notável.

Mas por favor note que seu multi-vitamínico deve ser além de um complexo de vitamina B, porque o cérebro de TDAH precisa de mais desses nutrientes críticos que normalmente num multivitamínico comum.

O Papel da Acetilcolina no TDAH

Pesquisadores do Vanderbilt University Medical Center descobriram que existem três tipos de TDAH.

Já cobrimos o tipo “desatento” que está relacionado a problemas com o gene transportador de norepinefrina. E o relacionado ao gene transportador de dopamina é o tipo “ hiperativo e impulsivo ”.

Mas a equipe de pesquisa agora relata que uma variação no gene transportador de colina está associada a um tipo “combinado” de TDAH. Os sintomas incluem desatenção e hiperatividade/impulsividade.

A colina é necessária para sintetizar a acetilcolina (ACh), que é necessária para a memória, controle motor, foco, aprendizagem, concentração e cognição.

Se você tem o tipo “combinado” de TDAH, é provável que seja devido a uma mutação nessa variação do gene transportador de colina.

Nootrópicos para aumentar a acetilcolina incluem:

  • ALCAR (Acetil-L-Carnitina)– O ALCAR doa um grupo de metilo na presença da Coenzima-A para a síntese de acetilcolina. E também é um transporte para ácidos graxos através das membranas das células cerebrais. Transfere os ácidos graxos para as mitocôndrias como combustível e transporta os subprodutos tóxicos para fora.

Uma pesquisa do Instituto Linus Pauling mostra que a ALCAR restaura a função mitocondrial, reabastece as mudanças relacionadas à idade na estrutura mitocondrial e repõe os níveis de acetilcolina no cérebro e no corpo.

E outros estudos mostram que o ALCAR estimula o fator de crescimento nervoso. Ajudando a apoiar a sobrevivência e o crescimento de neurônios. O que é particularmente importante para o cérebro de TDAH e especialmente quando se usa estimulantes de prescrição que podem ser pesados para os neurônios.

  • Ácido alfa-lipóico (R-LA)– O ácido alfa lipóico aumenta a produção de acetilcolina pela ativação da colina acetiltransferase e aumenta a captação de glicose. Este processo fornece mais acetil-CoA para a produção de acetilcolina.

O ácido alfa-lipóico aumenta o transporte e o metabolismo da glicose estimulada pela insulina para melhorar o desempenho das células cerebrais. E o R-LA fornece forte suporte antioxidante porque ajuda a regenerar e reciclar os antioxidantes existentes em seu cérebro, incluindo as vitaminas C e E, glutationa e CoQ10.

Minha dose diária de ALCAR é de 750mg duas vezes por dia. Mas note que eu também tomo mais 800 mg de ALCAR com a minha dose de NALT no final da tarde para evitar um crash com estimulantes.

Esse suplemento também contém Ácido Alfa Lipóico, que ajuda meu cérebro com TDAH a produzir acetilcolina. E ajudou a reverter a “resistência à insulina” que meu médico me diagnosticou há um ano.

  • CDP-Colina (Citicolina) – Citicolina ajuda a sintetizar a fosfatidilcolina (PC), um dos principais fosfolipídios encontrados nas membranas das células cerebrais. E fornece colina para a síntese de acetilcolina enquanto fornece atividade antioxidante.

Minha dose de CDP-Colina é de pelo menos 250mg por dia. Mas você pode usar outras fontes de colina como o Birtartarato de Colina e Alpha GPC.

Reparação de neuro-receptores necessários para controlar o TDAH

Um dos problemas com os neurotransmissores e o TDAH são os receptores danificados ou inexistentes. A dopamina, a noradrenalina e a serotonina têm menos receptores para se ligarem à cognição e ao controle do humor.

Best nootropics for ADD

Mais uma vez, os nootrópicos ajudam a controlar o TDAH. Você pode adicionar um desses nootrópicos ao seu stack para ajudar a melhorar a saúde do receptor.

  • Ashwagandha– Este adaptógeno, Ashwagandha ajuda a reduzir a ansiedade e depressão. E ajuda a reconstruir axônios, dendritos e sinapses envolvidos na sinalização de neurotransmissores no cérebro.

A dosagem sugerida do extrato de Ashwagandha é de 250 a 500 mg por dia. Saiba mais aqui.

  • Bacopa Monnieri– Bacopa ajuda a melhorar a memória e a cognição, melhora o humor e reduz o estresse. Este adaptógeno afeta os níveis cerebrais de acetilcolina necessários para ajudar na sinalização do neurotransmissor.

E os dois componentes ativos de Bacopa chamados bacosides A e B não só melhoram a sinalização de impulsos elétricos entre os neurônios em seu cérebro. Os bacosides também ajudam a reconstruir os neurônios danificados. A dosagem sugerida de Bacopa é de até 450 mg por dia. Saiba mais aqui.

  • Lion’s Mane– O cogumelo Juba de Leão é conhecido por estimular o Fator de Crescimento Nervoso, melhorando a cognição e a memória, e aliviando a depressão.

Lion’s Mane estimula a reparação e criação de neurônios em seu cérebro. Neurônios necessários para dopamina e norepinefrina para controlar o TDAH. A dosagem sugerida do Juba de Leão é de 500 mg por dia.

  • Noopept– Noopept ajuda a melhorar a cognição, memória, aprendizagem, percepção, raciocínio lógico e humor. Noopept aumenta o Fator de Crescimento de Nervoso, e o Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro (BDNF), crítico para a neuroplasticidade e a Potenciação de Longo Prazo, crítica para a memória de longo prazo.

O Noopept também previne a liberação excessiva de glutamato no cérebro. Fornecendo neuroproteção potente para os neurônios e reduzindo os danos. A dose sugerida de Noopept é de 10 a 30 mg por dia. Saiba mais aqui.

Por favor, note que eu não linkei estudos clínicos para cada um dos nootrópicos listados acima. Mas você pode clicar no link de cada nootrópico para uma extensa pesquisa de apoio à cada um (alguns nootrópicos listados ainda não possuem artigo traduzido no O Biohacker, mas serão adicionados progressivamente em breve).

Nootrópicos para crianças

TDAH e TDA são mais frequentemente diagnosticado em crianças. As últimas estatísticas (2011) do CDC nos EUA mostram que cerca de 11% das crianças de 4 a 17 anos de idade (6,4 milhões) foram diagnosticadas com TDAH. [X] E isso é só para os EUA.

Nootropics-for-kids-adhd

Embora o TDAH geralmente seja diagnosticado pela primeira vez em crianças, geralmente dura até a idade adulta. Às vezes me pergunto como minha vida teria sido diferente se eu tivesse sido declarado TDA quando eu era criança.

Mas não foi até o final dos anos 1960 que a Associação Americana de Psiquiatria reconheceu formalmente o TDAH como um transtorno mental. Eu não fui declarado TDA até muito mais tarde.

A coisa é que muitos pais são cautelosos sobre colocar seus filhos em remédios poderosos prescritos para TDAH. Os cérebros das crianças continuam a se desenvolver até os 20 anos. Então, é um problema mexer com a química do cérebro em uma idade tão jovem? Só o tempo dirá e se os benefícios superam os custos.

Daí a razão pela qual os pais estão procurando alternativas ‘naturais’ como nootrópicos para tratar o TDAH em crianças. Mas os suplementos nootrópicos são mais seguros que os estimulantes de prescrição?

O senso comum me diz que usar o NALT poderia ser mais seguro que a Ritalina para aumentar a dopamina. E Rhodiola Rosea poderia ser mais seguro do que estimulantes ou antidepressivos para domar a hiperatividade.

Mas para muitas crianças com TDAH, suplementos naturais podem não ser suficientes. Eu não sou médico e nem sequer tento bancar um. Eu sou um biohacker comum que aprendeu tanto quanto pôde para me ajudar. E corrigir meus próprios problemas cognitivos. Incluindo o Déficit de Atenção adulto.

Por isso, sugiro fortemente que você encontre e trabalhe com um psiquiatra de mente aberta com seu filho. Você pode ficar agradavelmente surpreso ao descobrir que você pode ser capaz de reduzir ou eliminar remédios de TDAH completamente. E talvez não. Mas a saúde a longo prazo do seu filho pode valer o investimento de tempo para descobrir.

Em suma

Se você tem TDAH ou TDA, espero que tenha achado este artigo útil.
Por favor, compartilhe este post com alguém que você acha que se beneficiaria. Incluindo discussões sobre nootrópicos para o TDAH no Whatsapp, Facebook e outras redes sociais.

Uma nota final: O equilíbrio de neurotransmissores é fundamental para domar o TDAH. Eu o aconselho fortemente a ir com calma se você está apenas começando com nootrópicos. Leia atentamente cada um dos artigos estendidos no nosso site que você está pensando em tentar.

Você precisa ter cuidado com os efeitos colaterais, interações medicamentosas com remédios de prescrição, dosagens e como seu corpo reage à cada suplemento.

Mas estou confiante de que, com um planejamento cuidadoso e um compromisso de longo prazo, você pode ser tão bem-sucedido quanto eu em viver e prosperar com TDAH ou TDA.

Fonte: https://nootropicsexpert.com/best-nootropics-for-adhd-add/
Tradução: Renan Marron e Mota

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe seu comentário

Sobre o Autor

Meu propósito de vida é difundir a arte do biohacking ajudando o maior número de pessoas. Sou viciado na possibilidade de nos tornarmos imortais e já provei quase todos os nootrópicos que sem notícia.

Últimas Publicações