Fenilpiracetam – O Nitro Racetam

Phenylpiracetam ((R, S) -2- (2-oxo-4-fenilpirrolidin-1-il) acetamida, Fenotropil, Fenotropil, Carphedon, Fonturacetam) é um nootrópico hidrossolúvel da classe racetam de compostos.

Fenilpiracetam foi criado pela adição de um grupo fenilo ao Piracetam por cientistas russos em 1983. Foi desenvolvido como um nootrópico para aumentar a cognição e melhorar a resistência física.

Phenypiracetam Banido em Oympics

Acontece que o Fenilpiracetam é muito eficaz para melhorar o desempenho atlético. Ele fornece efeitos estimulantes significativos e ajuda a resistir ao frio. Levando a uma proibição pela Agência Mundial Anti-Doping de uso por atletas nas Olimpíadas e outros esportes profissionais. [i]

O ciclista russo Anton Reshetnikov foi suspenso em 2007 por 2 anos da União Internacional de Ciclismo por usar o Carphedon[ii] Um ano antes (2006), a atleta olímpica russa Olga Pyleleva perdeu sua medalha de prata pelo mesmo motivo. [iii]

Carphedon é uma marca para Fenilpiracetam. A adição de um grupo fenilo ao Piracetam aumenta sua biodisponibilidade. Ele atravessa facilmente a barreira hematoencefálica e é considerado 20 a 60 vezes mais potente que o Piracetam[iv]

Biohackers relatam que Fenilpiracetam aumenta o estado de alerta, foco, memória e aprendizagem e reduz a névoa cérebral. Também fornece resistência física e tolerância ao frio enquanto combate a fadiga física e mental.

Seus principais mecanismos:

  • Previne Ansiedade e Medo – Fenilpiracetam ajuda a reduzir os sintomas de ansiedade e medo. Ao contrário dos medicamentos ansiolíticos e antidepressivos comuns, o Fenilpiracetam não tem ação sedativa ou outros efeitos colaterais adversos associados a esses medicamentos. [v]
  • Neurorreceptores Fenilpiracetam aumenta a densidade dos receptores de acetilcolina, NMDA, GABA e dopamina no cérebro. [vi] [vii] Mais receptores significa mais locais vinculativos para neurotransmissores que afetam a formação da memória, cognição, sono e humor.
  • Circulação Cerebral – Fenilpiracetam aumenta o fluxo sanguíneo no cérebro. Como um derivado do Piracetam, este nootrópico tem o mesmo mecanismo de ação quando se trata de fluxo sanguíneo. Suprime a constrição dos vasos sanguíneos, permitindo um melhor fluxo livre de sangue. Mais oxigênio e nutrientes chegam às células do cérebro, aumentando o estado de alerta, a cognição, o foco e o humor. [viii]

Visão Geral

O Phenylpiracetam (((R, S) -2- (2-oxo-4-fenilpirrolidin-1-il) acetamida) foi criado pela adição de um grupo fenilo ao piracetam, o chamado “nootrópico original”.

Fenilpiracetam
Fenilpiracetam

Os químicos russos sintetizaram Fenilpiracetam em 1983 para melhorar o desempenho físico e mental dos astronautas durante o vôo espacial. É usado atualmente por cosmonautas russos na Estação Espacial Internacional. [ix]

Phenylpiracetam combate a fadiga física e mental. Melhora a memóriahumor e foco. Ele facilita o aprendizado e a retençãoreduz a névoa cerebral, aumenta o estado de alerta e aumenta a resistência física e a tolerância ao frio.

Fenilpiracetam também é um tratamento eficaz para a epilepsia. Esta condição debilitante é causada por surtos súbitos de atividade elétrica no cérebro. Esse distúrbio temporário nos sistemas de mensagens entre as células cerebrais pode causar uma convulsão. A função cerebral normal é interrompida ou misturada. É aqui que Fenilpiracetam entra.

Fenilpiracetam foi mostrado em estudos clínicos para afetar as ondas cerebrais alfa e beta[x] Os cientistas ainda não entendem realmente por que ela funciona, mas Carfedon tem uma ação ‘anti-convulsiva’ no cérebro. Eles concluíram após um ensaio clínico: “O fenotropil reduziu a frequência de convulsões e melhorou a função cognitiva na ausência de anormalidades no EEG epileptiforme.” [xi]

Fenilpiracetam é vendido como um medicamento de prescrição na Rússia e em vários países do Leste Europeu. Nos Estados Unidos, Fenilpiracetam é vendido como um composto de pesquisa OTC não regulamentado.

Phenylpiracetam funciona como um estimulante

Como funciona o fenilpiracetam no cérebro?

Phenylpiracetam melhora a saúde do cérebro e funciona de várias maneiras. Mas dois em especial se destacam:

  • Phenylpiracetam age como um estimulante – Fenilpiracetam aumenta a densidade dos neuroreceptores. Estudos têm mostrado que aumenta a densidade de receptores de acetilcolina, dopamina, GABA, e NMDA. Isso se traduz em mais receptores para cada um desses neurotransmissores importantes para se ligar e aumentar sua eficácia.

O aumento na densidade dos neuroreceptores provavelmente é responsável pelas propriedades semelhantes a estimulantes do Fenilpiracetam. Semelhante à Ritalina ou Venvanse, este nootrópico aumenta a eficácia da dopamina no cérebro. Aumento da atenção, capacidade de tomada de decisão e cognição.

Mas ao contrário de estimulantes como Ritalina e Venvanse, Fenilpiracetam não vem com efeitos colaterais semelhantes a estimulantes. Você não deve sentir fadiga, taquicardia, diminuição do apetite ou irritabilidade. Em vez disso, você sentirá mais disposição, terá mais resistência física e ficará mais inteligente.

Só não tente usar Fenilpiracetam se você está pensando em ser um atleta olímpico. Foi banido há vários anos porque é muito eficaz para ser usado em esportes profissionais. Nós não queremos uma vantagem injusta agora, não é?

  • Fenilpiracetam diminui ansiedade e depressão – Por funcionar de forma similar à um estimulante, também pode domar os sintomas de ansiedade e depressão. Aumenta a densidade de receptores para receptores de acetilcolina, GABA e NMDA[xii]

Esse aumento nos receptores de GABAcolina e glutamato afeta os níveis dos neurotransmissores calmantes GABA e serotonina no cérebro. Fenilpiracetam inunda seu cérebro com os compostos neuroquímicos que você precisa para relaxar. [xiii]

Benefícios do Fenilpiracetam

Phenylpiracetam aumenta o desempenho físico

Fenilpiracetam é altamente biodisponível quando usado como um nootrópico. Uma vez digerido, rapidamente é absorvido e atravessa a barreira hematoencefálica.

Fenilpiracetam modula os neuroreceptores. Tem sido demonstrado que aumenta a densidade de receptores para GABANMDAdopamina e acetilcolina.

Mais neurorreceptores resultam em mais de cada neurotransmissor capaz de se ligar aos neurônios. E afetam o estado de alerta, cognição, memória, lembrança e humor.

O Fenilpiracetam tem um efeito positivo no desempenho físico, aumentando a resistência e reduzindo a fadiga física e mental. De fato, esses efeitos são tão potentes que o Fenilpiracetam foi banido dos esportes profissionais pela Agência Mundial Antidoping.

Fenilpiracetam atua como um estimulante. Mas, ao contrário das drogas farmacêuticas, isso não afeta seu sistema cardiovascular ou respiratório. E não tem os efeitos colaterais de nervosismo, inquietação ou irritabilidade como estimulantes regulares.

Fenilpiracetam também é conhecido por aumentar seu limite para a tolerância ao frio.

Qual a Sensação?

Phenylpiracetam melhora a concentração e motivação

Muitos biohackers dizem que Fenilpiracetam é o mais forte nootrópico que eles já experimentaram. É altamente biodisponível e você experimenta os efeitos dentro de 30 minutos depois de usá-lo.

Fenilpiracetam aumenta a concentração, motivação, memória, resistência física e tolerância ao frio. A aprendizagem é mais rápida e o estresse é reduzido.

Aprender e processar informação torna-se mais fácil com Fenilpiracetam. Você não ficará relendo frases e parágrafos tentando entendê-los.

Memória de curto e longo prazo melhora. As habilidades motoras melhoram, então você poderá digitar com mais rapidez e precisão.

Aqueles que lidam com depressão relatam uma diminuição nos sintomas depressivos. Mais confiança ajuda em situações sociais e conversas são mais fáceis.

A produtividade aumenta e você assume uma mentalidade do tipo “faça-o”. A procrastinação é uma coisa do passado.

Fenilpiracetam é um suplemento pré-treino popular. Aumenta a sua resistência e reduz a fadiga física e mental. E se você mora em lugar de clima frio, você verá que sua tolerância ao frio é melhor.

Phenypiracetam melhora a tolerância ao frio

Experiência O Biohacker

É até um pouco difícil escolher por onde começar a falar do Fenilpiracetam. Depois de uma extensa rodada de experiências, vejo-o como uma seringa de adrenalina (não literalmente, é claro) perfeita para começar qualquer coisa: desde estudos à atividades físicas. A energia e a concentração para um bom desempenho se apresentam como um pó branco com um gosto terrivelmente amargo.

Doses de 100mg me foram suficientes na grande maioria dos casos e seus efeitos aparecem rápido: uma súbita onda de energia e disposição, tanta energia que parecia um desperdício começar os testes realizando algo sentado, apesar de nenhuma ansiedade vir junto. Creio que meu desempenho de bicicleta quase duplicou, em termos de resistência e velocidade.

Essa energia se manteve ao chegar em casa, junto de uma concentração e recordação melhoradas. Começar e continuar meus projetos agora era uma simples questão de escolha, enquanto as distrações se tornaram mais perceptíveis, porém muito mais facilmente dispensáveis.

Infelizmente, os efeitos não me duram mais que 4 horas e sua resistência se constrói rapidamente. Por isso preferi reservá-lo como um nootrópico de uso bem esporádico, quando preciso de um pico de performance mental e física.

Pude testá-lo com Alpha GPC e Bitartarato de Colina, e ambas se mostraram boas adições, com o Alpha GPC apresentando um pequeno bônus de energia. Em um certo dia, cheguei a exigir demais do meu corpo e cheguei em casa totalmente exausto, mas pude atenuar levemente isso com outra dose de Bitartarato (a dor muscular permaneceu, mas disposição melhorou). Caso você exagere por conta da energia extra, considere tomar mais uma dose de sua fonte de colina. Metade da dose normal deve bastar.

Se você vai passar por algum tipo de apresentação, entrevista ou negociação, combiná-lo com Phenibut pode ser uma excelente ajuda. A energia do Fenilpiracetam vem acompanhada de uma sensação de leveza e maior auto-controle. É provavelmente o stack mais psicotrópico que experimentei até o momento. Você pode redosar o Fenilpiracetam algumas horas depois ou tomar um dopaminérgico para prolongar a motivação e foco aprimorados.

Se você procura algo de uso à longo prazo, o Fenilpiracetam provavelmente não é a escolha ideal pra você. Mas pra quem deseja uma alternativa aos estimulantes, sem colaterais como ansiedade e que proporcione um pico de performance, este é provavelmente o racetam que você procura. Sem dúvidas um dos melhores nootrópicos da Perception.


A Pesquisa

Fenilpiracetam foi desenvolvido na Rússia em 1983. E a maioria das pesquisas feitas com este nootrópico foi realizada na Rússia. Publicado em revistas médicas russas em russo.

Por isso, temos dados limitados de ensaios clínicos para ilustrar. E como muitos nootrópicos, contamos com relatos de usuários. A seguir, duas amostras de ensaios clínicos que pudemos encontrar e que foram traduzidas para o inglês. E publicado em bancos de dados médicos ocidentais.

Fenilpiracetam melhora a cognição

Um estudo feito por pesquisadores russos investigou os efeitos do Phenylpiracetam na cognição. 99 adultos com idade entre 40-60 sofrendo de déficits cognitivos devido a cirurgia ou traumatismo cerebral foram incluídos neste estudo.

Voluntários receberam 200 mg de Fenilpiracetam diariamente por 30 dias. Os pesquisadores descobriram que aqueles que usam o nootrópico apresentaram uma melhora significativa na coordenação motora, maior função cerebral, memória, atenção e contagem. E uma redução na ansiedade e na depressão. [xiv]

Fenilpiracetam estimula a circulação cerebral

Pesquisadores em Moscou recrutaram 400 pacientes que sofriam de acidente vascular cerebral isquêmico. Este é o tipo mais comum de acidente vascular cerebral, onde os vasos sanguíneos que transportam sangue para o cérebro são bloqueados por um coágulo sanguíneo.

Metade do grupo recebeu 400 mg de Fenilpiracetam diariamente durante um ano. O grupo controle recebeu um placebo.

A equipe de pesquisa descobriu que o grupo que recebeu Fenilpiracetam experimentou uma restauração significativa na função cognitiva, e retomou as atividades diárias. Muito melhor do que o grupo de controle que tomou placebo. [xv]

Dosagem

A dosagem recomendada de Fenilpiracetam é de 100 mg duas vezes por dia. Uma dose de Fenilpiracetam pela manhã e uma no início da tarde.

Não use Fenilpiracetam no final do dia porque o seu efeito estimulante pode causar insônia.

Você pode desenvolver uma tolerância ao Fenilpiracetam, então considere tomá-lo apenas nos dias em que você precisar de um foco extra. Ou tente ciclar uma semana de uso e uma semana de folga.

Efeitos Colaterais

Fenilpiracetam é não-tóxico. Então, é considerado bem tolerado e seguro.

Tal como acontece com muitos dos racetams, Fenilpiracetam pode causar dores de cabeça, porque aumenta o uso de acetilcolina no cérebro. Suplementos de colina como o Alpha GPC ou o Citicolina podem ajudar a evitar esse efeito colateral.

A tolerância é um problema com Fenilpiracetam e constrói-se rapidamente. Ele logo perderá seus efeitos se usado em excesso. Portanto, tente usá-lo somente quando você precisar de poder cognitivo extra, ou antes de um treino.

Muitos biohackers dizem que combinar Fenilpiracetam com um suplemento de colina aumenta ainda mais o efeito na memória e cognição. E isso é apoiado em vários estudos de pesquisa.

Formas Disponíveis

Fenilpiracetam é vendido em comprimidos, cápsulas e em pó. Comprimidos e cápsulas são geralmente 100 mg cada.

Você também pode adquirí-lo na Perception: clique aqui.


Fonte: https://nootropicsexpert.com/phenylpiracetam/
Tradução: Renan Marron e Mota

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe seu comentário

Sobre o Autor

Meu propósito de vida é difundir a arte do biohacking ajudando o maior número de pessoas. Sou viciado na possibilidade de nos tornarmos imortais e já provei quase todos os nootrópicos que sem notícia.

Últimas Publicações