O Ácido Alfa-Lipóico (ALA) é um antioxidante produzido em pequenas quantidades no seu corpo. Você também pode obtê-lo ao comer espinafre, couve, brócolis, carne e carnes de órgãos.

Ácido alfa-lipóico
Ácido alfa-lipóico

O (ALA) é um antioxidante único porque é solúvel em água e gordura. Significa que funciona em todas as partes da célula humana. Quanto mais ácido lipóico que você tem no seu sistema, maiores são os benefícios antioxidantes que você experimenta.

Você precisa do poder antioxidante do ácido alfa-lipóico. Porque ele regenera outros antioxidantes que foram esgotados pela luta em curso com os radicais livres em suas células. Ele permite que você use os antioxidantes Vitamina C e E, glutationa e CoQ10 já em seu corpo.

Na verdade, o ácido alfa-lipóico é tão eficiente no que faz que aumenta a energia das células ao mesmo tempo que reduz a inflamação e elimina os metais pesados.

Em seu cérebro, o ácido alfa-lipóico aumenta a produção do neurotransmissor acetilcolina. E até aumenta a captação de glicose nas células cerebrais. Proporcionando-lhe um impulso de energia mental.

Ácido alfa-lipóico é usado em todo o corpo. Ajuda a aumentar a sensibilidade à insulina, o que reduz a ameaça do diabetes. E ALA reduz as chances de síndrome metabólica que está associada a doenças cardiovasculares, diabetes e ganho de peso.

Ácido alfa-lipóico aumenta a energia mental

Ácido alfa-lipóico vs. Ácido S-lipóico vs. Ácido R-lipóico

O ácido alfa-lipóico que você obtém como suplemento é geralmente uma mistura 50/50 de enantiômeros R- (natural) e S- (não natural). São imagens espelhadas uma da outra e chamadas de mistura “racêmica“.

A maioria das formas disponíveis comercialmente de ácido alfa-lipóico incluem a forma S, ou forma não natural do ácido lipóico. Quimicamente sintetizado em 1952 e não encontrado na natureza.

Acredita-se que os dois enantiômeros diferem biologicamente. Mas grande parte da pesquisa feita nos últimos 30 anos foi com a versão racêmica do ácido alfa-lipóico, porque a forma R não estava comercialmente disponível.

O ácido S-lipóico (o enantiômero não encontrado na natureza) pode não produzir as propriedades mais essenciais do ácido lipóico. Incluindo interações com proteínas, enzimas e genes.

Ácido alfa-lipóico S-LA sintetizado

Ácido R-lipóico é a forma de ácido lipóico que ocorre naturalmente no corpo humano, animais e plantas. Esta é a única forma que funciona como co-fator para enzimas mitocondriais envolvidas na produção de energia.

Esteja ciente de que a maioria das formas comercialmente disponíveis de ácido alfa-lipóico incluem as formas S e R do ácido lipóico.

O ácido alfa-lipóico é produzido como uma mistura porque o ácido R-lipóico, quando separado da forma S, é muito instável. E se deteriora muito rapidamente tornando-o inutilizável como um suplemento dietético.

Poucas empresas passam pelo processo complicado e caro necessário para remover o S-ALA sintético do R-ALA. Então, a menos que a garrafa indique 100% de R-ALA, você está recebendo uma mistura de 50/50.

Saiba que o R-ALA pode ser até 12 vezes mais eficaz que o S-ALA.

Como Funciona?

Ácido alfa-lipóico aumenta a saúde do cérebro e funciona de várias maneiras. Mas dois em especial se destacam:

  • O ácido alfa-lipóico aumenta a acetilcolina, um neurotransmissor ligado à memória e à função cerebral geral.

O ALA aumenta a produção de acetilcolina pela ativação da colina acetiltransferase e aumenta a captação de glicose. Este processo fornece mais acetil-CoA para a produção de acetilcolina. [iii]

  • Ácido alfa-lipóico é uma arma promissora na luta contra doenças neurodegenerativas como a doença de Alzheimer.

O estresse oxidativo desempenha um papel fundamental nos distúrbios cognitivos porque os neurônios são altamente vulneráveis ​​aos danos causados ​​pelos radicais livres.

Um estudo recente mostrou que o ácido lipóico pode ajudar a retardar a progressão da doença de Alzheimer. Uma área onde nenhuma cura conhecida foi produzida pelas grandes empresas farmacêuticas.

Neste estudo, 43 pacientes com demência receberam 600 mg de ácido alfa-lipóico por dia durante 4 anos. Os pesquisadores concluíram a partir deste estudo, ” o ácido alfa-lipóico pode ser uma opção de terapia ‘neuroprotetora’ bem sucedida para a doença de Alzheimer.” [iv]

Ácido alfa-lipóico ajuda a doença de Alzheimer

Benefícios do Ácido alfa-lipóico

Pesquisas de centenas de estudos mostraram que o ácido alfa-lipóico:

  • Aumenta a produção de acetilcolina
  • Melhora a memória e a capacidade de aprendizagem
  • Restaura a saúde dos neurônios
  • Aumenta o desempenho cognitivo e a memória em pacientes com Alzheimer.

O ácido alfa-lipóico é solúvel em água e gordura e atravessa rapidamente a barreira hemato-encefálica depois de o tomar.

ALA melhora a sua função cerebral e processos de aprendizagem, aumentando diretamente a produção de acetilcolina.

Ácido alfa-lipóico também ajuda a regenerar antioxidantes esgotados em seu sistema, incluindo as vitaminas C e E, glutationa e Coenzima Q10.

Ao reduzir a inflamação e os metais pesados ​​em seu cérebro, você aumenta os processos cognitivos e o pensamento fluido.

Qual a Sensação?

Você pode não sentir ALA… a menos que você seja diabético ou tenha Alzheimer. Dentro desses grupos específicos, o Ácido Alfa-Lipóico ajuda na dor do nervo, na memória, na memória e no desempenho mental.

Ácido alfa-lipóico fornece suporte cerebral porque tem a capacidade de aumentar a acetilcolina. Portanto, deve aumentar a cognição em todos os grupos etários e de gênero.

Células dos Radicais Livres sob ataque

Todo o seu corpo, até mesmo o seu DNA está sob ataque infinito. Esse ataque é causado por tudo, de má alimentação a poluição. E suas células cerebrais estão sendo atingidas por radicais livres milhares de vezes por dia. Essa oxidação está danificando suas células.

Antioxidantes lutam contra esses radicais livres. Quando você suplementa com ácido alfa-lipóico, não só você está usando indiscutivelmente o limpador de radicais livres mais eficaz do planeta. Você está regenerando antioxidantes como vitamina C e E, glutationa e CoQ10[v]

E eles se juntam à luta contra os radicais livres ao lado do ácido alfa-lipóico.

A Pesquisa

O ácido alfa-lipóico desempenha um papel essencial nas mitocôndrias. O coração da geração de energia na célula humana. Cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade Emory descobriram que o ALA pode estimular a telomerase, a enzima que alonga os telômeros.

Os efeitos de muitas doenças crônicas podem ser rastreados até o encurtamento dos telômeros. (Telômeros são as ‘tampas’ no final de cada cromossomo em seu DNA).

Qualquer tratamento que possa restaurar telômeros saudáveis ​​tem grande potencial no combate às doenças crônicas.

telômeros

Neste estudo, os cientistas mostraram que o ácido alfa-lipóico impulsionou a produção de PGC1-alfa. A telomerase que alonga os telômeros. E eles fizeram isso em apenas um dia de tratamento.

Ácido alfa-lipóico reduz rugas

Uma solução tópica de 5% de ácido alfa-lipóico foi aplicada nas faces dos voluntários. Este estudo duplo-cego, controlado por placebo mostrou uma redução nas linhas faciais, erradicação quase completa de linhas finas e uma melhoria geral da cor da pele e textura na maioria dos voluntários. [vi]

Ácido Alfa-Lipóico Crítico para Energia Celular

A energia celular está por trás de cada ação que acontece em seu corpo. Incluindo seu cérebro. A energia celular é necessária para o movimento muscular, produzindo novas células, cicatrização e pensamento.

As mitocôndrias em cada uma de suas células são a fonte dessa energia. Esse processo contínuo de produção de energia é chamado de ciclo de Krebs. Ácido alfa-lipóico é um cofactor para duas reações enzimáticas chave dentro do ciclo de Krebs.

Nos termos mais simples, sem o ALA, a energia celular não é possível. E sem energia celular, bem… a vida não é possível. [vii]

Perda de memória invertida com ALA e acetil-L-carnitina

O dano oxidativo acumulado às mitocôndrias das células cerebrais conduz eventualmente a disfunções neuronais e cognitivas.

Um estudo em ratos mostrou que ALCAR e ácido alfa-lipóico melhoram a memória. Diminuindo o dano oxidativo e melhorando a função mitocondrial. [viii]

Dosagem

Tomar ácido alfa-lipóico com uma refeição diminui sua biodisponibilidade. Por isso, recomendamos tomar ALA com o estômago vazio (1 hora antes de comer).

  • A dosagem de ácido alfa-lipóico para benefícios cognitivos é de 200 a 600 mg por dia.
  • A dosagem de ALA para neuropatia diabética é de 800 mg por dia dividida em duas doses.
  • Dosagem de ácido alfa-lipóico para benefícios antioxidantes é 50 – 100 mg por dia.

A maioria dos suplementos de ácido alfa-lipóico contém uma mistura de 50/50 de R-LA e S-LA. Suplementos que alegam conter apenas R-LA são frequentemente mais caros. E a informação relativa à sua pureza não está frequentemente disponível.

As concentrações máximas de R-LA no plasma (sangue) foram 40-50% mais altas que a S-LA. Isto sugere que o R-LA é melhor absorvido que o S-LA. [ix]

Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais do uso de ácido alfa-lipóico como suplemento são geralmente raros. Mas pode incluir diarréia, fadiga, insônia e erupções cutâneas.

Ácido alfa-lipóico pode reduzir os níveis de açúcar no sangue. Então, se você tem diabetes ou baixo nível de açúcar no sangue, você deve tomar ácido alfa-lipóico sob a supervisão de seu médico.

Suplementação com ácido alfa-lipóico pode diminuir os níveis de hormônio tireoidiano. Portanto, faça seus testes de tireóide ao usar o ALA. E ajuste sua dosagem de ALA e de remédios de tireóide de acordo.

Ácido alfa-lipóico pode diminuir os níveis de vitamina B1 (tiamina). Isso pode ser perigoso para alcoólatras ou em casos de desnutrição. Seria sensato adicionar Vitamina B1 ou Sulbutiamina se você estiver tomando ALA.

A estrutura química da biotina é semelhante ao ácido alfa-lipóico. Há algumas evidências de que o ALA pode competir com a biotina pelo transporte através das membranas celulares. Isso pode exigir doses mais altas de biotina se você estiver usando ALA.

Formas Disponíveis

A maior parte do ácido alfa-lipóico disponível como suplemento é uma combinação 50/50 de R-LA e S-LA. S-LA é a versão sintética do ALA e não é encontrada na natureza.

R-LA e S-LA são combinados porque o R-LA é altamente instável por si só. E degenera rapidamente.

Estudos mostraram que 30-40% de uma dose oral de ácido alfa-lipóico é absorvida. Os suplementos orais de ALA são melhor absorvidos com o estômago vazio. Tomar ALA com alimentos reduz as concentrações totais de plasma (sangue) em cerca de 30%.

versão de sal de sódio de R-LA pode ser melhor absorvida do que o ácido lipóico livre, provavelmente devido à sua maior solubilidade. [x]

Fonte: https://nootropicsexpert.com/alpha-lipoic-acid/
Tradução: Renan Marron e Mota

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe seu comentário

Sobre o Autor

Meu propósito de vida é difundir a arte do biohacking ajudando o maior número de pessoas. Sou viciado na possibilidade de nos tornarmos imortais e já provei quase todos os nootrópicos que sem notícia.

Últimas Publicações